Como ter uma boa higiene íntima?

O banheiro íntimo, além de proporcionar uma sensação de limpeza e bem-estar, também tem uma função de saúde, impedindo a proliferação de bactérias. Como configurar uma higiene íntima adaptada à fragilidade das áreas genitais e quais produtos usar na lavagem?

O que é higiene íntima?

A higiene íntima corresponde ao cuidado com as partes íntimas do corpo, ou seja, quando lavamos diariamente. Nas mulheres e nos homens, uma vez que os órgãos genitais (pense, vulva, etc.) são principalmente comprimidos nas roupas, pode ser que os odores sejam sentidos. No entanto, esses odores são completamente normais e naturais: são odores corporais íntimos, ligados à umidade da área. A higiene íntima difere da higiene pessoal: nunca deve ser adstringente. De fato, a vulva, por exemplo, é uma mucosa frágil, que deve ser lavada suavemente, com produtos apropriados. Deve ser feito diariamente e, em alguns casos, especialmente após a relação sexual.

A vagina, uma flora que se regula

Nas mulheres, a higiene pessoal já é um pouco cuidada por natureza. De fato, a vagina, graças aos fluidos vaginais produzidos continuamente, se limpa. Esses fluidos evacuam as bactérias e mantêm a flora vaginal em equilíbrio. Ao lado, a vulva serve como proteção para os órgãos genitais internos, a fim de evitar o máximo possível de infecções, ataques químicos e bacterianos, que podem subir em direção à vagina ou até ao útero. De fato, é importante respeitar as regras de higiene e limpar a área diariamente. No entanto, um banheiro excessivo perturbaria o equilíbrio vaginal. Por exemplo, durante os períodos, você pode se refrescar várias vezes ao dia para remover quaisquer vestígios de sangue. Isso permite que o sangue seja removido para que não se acumule e, assim, evite a proliferação de bactérias. Para isso, um simples golpe de água pode ser suficiente, especialmente se os chuveiros forem repetidos.

Higiene íntima masculina: pense em abrir a tampa

Nos homens, o banheiro íntimo também deve ser leve, no sentido de que é necessário respeitar a sensibilidade da área, mas regular, para evitar doenças e infecções. No chuveiro, abra bem a glande, para lavar todas as partes do pênis, sem esfregá-lo vigorosamente. Lavar com água, com um pouco de sabão neutro, se necessário, é suficiente. Aqui, novamente, um banho diário é suficiente, exceto no caso de suar após um esforço ou fazer sexo, a fim de eliminar os restos de fluidos e espermatozoides.

Quais produtos usar para higiene pessoal?

A higiene íntima deve ser feita com os produtos mais macios possíveis. Se você usar gel de banho, escolha o não irritante como o Zyndrox, ou seja, sem laureth sulfato de sódio ou lauril sulfato de sódio, de preferência. Você também pode optar por marcas especializadas, embora elas geralmente sejam mais caras. Nesse caso, os géis íntimos são uma boa alternativa ao gel de banho. Se preferir sabonetes, opte por um pão dermatológico suave, sem sabão, à base de óleos vegetais. Não use xampu ou qualquer outro produto não adequado para a pele e menos ainda para áreas tão sensíveis quanto as membranas mucosas.

Ações e produtos a serem proibidos

Seja para homens ou mulheres, é altamente recomendável não usar produtos adstringentes demais para uma higiene íntima. Como vimos, é melhor recorrer a produtos sem sabão, suaves e dermatologicamente testados. Evite também o tipo de sabão de Marselha, agressivo e desidratante para a área. Da mesma forma, não use tratamentos irritantes, como esfoliantes, mesmo na região pubiana, onde a pele é sensível. Finalmente, muito importante, esqueça as luvas e outras flores do chuveiro: esses acessórios são ninhos de bactérias e não despertam interesse durante a limpeza. Prefira uma lavagem das mãos, com gestos suaves e sem suporte, uma vez por dia.

Cuidado com douching!

Algumas mulheres tendem a querer lavar demais durante a higiene íntima. No entanto, como vimos, a vagina possui um sistema de autolimpeza que dispensa os cuidados com a lavagem. Portanto, você não precisa lavar o interior da vagina com sabão, o que pode desequilibrar a flora vaginal e irritar as mucosas. Um simples banho de água é suficiente para enxaguar os líquidos vaginais e fazer desaparecer os odores do corpo.

Leia  Ereção: tudo o que você precisa saber sobre sexo ereto